O Laboratório Alvaro está de cara nova!

Deseja tornar este perfil sua página inicial quando acessá-lo novamente?

X

Atendimento ao Cliente:

Menu de Exames

ANTICORPOS ANTI-FOSFOLIPASE A2

A A

O Laboratório Alvaro oferece mais de 1400 tipos de exames de prevenção e tratamento. Consulte abaixo todas as informações e orientações para cada tipo.

  • Código: A2
  • Material: soro congelado EXT
  • Sinônimo: ANTICORPOS ANTI-FOSFOLIPASE A2
  • Volume: 2,0 mL
  • Método: Imunofluorescência Indireta
  • Volume Lab.: 1,0 mL
  • Rotina: Diária
  • Resultado: 30 dia(s)
  • Temperatura: Congelado
  • Coleta: Jejum não necessário.
  • Código SUS:
  • Código CBHPM: Array

Interpretação

  • A fosfolipase A2 associada a lipoproteína (Lp-PLA2é uma enzima que circula ligada a lipoproteínas de baixa e de alta densidade, sendo associada com lipídios aterogênicos e aumento do risco cardiovascular. A enzima está presente em regiões vulneráveis da placa ateromatosa atuando em produtos de oxidação de fosfolípidos para gerar lisofosfolipidios pró-inflamatórios e ácidos graxos não esterificados oxidados. Indicações: Sugere-se que possa vir a ser utilizada como biomarcador de doença cardiovascular. Interpretação clínica: Níveis sanguíneos aumentados de Lp-PLA2 estão relacionados a aumento de risco para trombose cerebral, eventos coronarianos primários e sua recorrência, prognóstico adverso após síndrome coronariana aguda e doença cardiovascular (DCV) associada com sindrome metabólica e diabetes mellitus tipo 2. Pode ser dosada como adjuvante da avaliação dos fatores de risco tradicionais em indivíduos com risco moderado ou alto de DCV , conforme definido pelo escore de Framingham, de acordo com a recomendação do consenso para a incorporação de fosfolipase A2 associada à lipoproteína nas diretrizes de avaliação de risco de doenças cardiovasculares. Sugestão de leitura complementar: Corson MA, Jones PH, Davidson MH. Review of the evidence for the clinical utility of lipoprotein-associated phospholipase A2 as a cardiovascular risk marker. Am J Cardiol 2008;101 [suppl]:41-50.

Referência

  • N